Notícias
04 de Setembro de 2019
Juiz Luciano Andrade lança romance inspirado no personagem mais famoso da história no dia 25/09

De acordo com o autor, não é um livro religioso e nem de autoajuda, é uma história fictícia com idas e vindas que retratam a humanidade e a divindade de um homem

O magistrado Luciano Andrade de Souza lança, no dia 25 de setembro, na Escola Superior da Magistratura de Alagoas (Esmal), o romance “40 dias”, que conta uma história fictícia baseada na vida de um dos personagens mais famosos da história. O evento será promovido a partir das 19h30 e tem o apoio da Associação Alagoana de Magistrados (Almagis).

De acordo com o autor, não é um livro religioso e nem de autoajuda, é uma história fictícia com idas e vindas que retratam a humanidade e a divindade do homem que definiu o mundo cristão como o conhecemos hoje.

Apesar de ter buscado inspiração na Bíblia, o autor Luciano Andrade esclarece que não se trata de um livro religioso ou de autoajuda, mas sim de um romance que retrata a humanidade e a divindade de um homem que marcou o mundo. Frisou o autor que a obra foi idealizada como um romance, na tentativa de fugir da convencionalidade dos livros religiosos ou de autoajuda, que costumam tratar da mesma temática bíblica.

Formado em Agronomia e Direito em 1992, o magistrado contou que o sonho de escrever um livro sempre esteve presente em sua vida, assim como o fascínio pela história de Jesus Cristo. “Sou de uma família católica, já li a Bíblia quase que toda e a vida de Jesus sempre me fascinou, cada palavra lida nela é importante para mim. Então, surgiu essa ideia de criar um romance da vida privada dessa figura tão importante da humanidade”, contou o juiz.

Para o presidente da Almagis, juiz Ney Alcântara, a associação também cumpre seu papel ao apoiar seus associados em atividades que não estejam diretamente ligadas ao trabalho no Poder Judiciário.

“Além de excelentes profissionais, nós temos em nossa classe vários magistrados que também se destacam na área da literatura, pesquisa, música. Promover essas atividades com os juízes também é importante para incentivá-los e proporcionar o bem-estar de todos”, disse o presidente da Almagis.

 

Ascom Almagis

  • Banner
  • Banner
Nossos Parceiros