Notícias
04 de Setembro de 2019
Presidente da Almagis concorre a vice-presidência da Associação de Magistrados Brasileiros

Segundo Ney Alcântara, essa poderá ser a primeira vez em que Alagoas terá um representante na maior associação de juízes do mundo

Presidente da Almagis concorre a vice-presidência da Associação de Magistrados Brasileiros Chapa foi registrada nesta quarta-feira (4), em Brasília

O juiz Ney Alcântara, presidente da Associação de Magistrados de Alagoas (Almagis), está concorrendo como vice-presidente, à direção da Associação de Magistrados do Brasil. A chapa AMB+FORTE, Uma só Magistratura foi registrada nesta quarta-feira (4), em Brasília.

Para o presidente da Almagis, este é um momento histórico e de grande importância para a magistratura alagoana que terá mais espaço no cenário nacional. O juiz Ney Alcântara também falou da importância do apoio de todos os colegas para lutar por uma magistratura e um país cada vez melhor.

"A chapa, encabeçada pela colega Renata Gil, presidente da Associação do Rio de Janeiro (AMAERJ), está respaldada por praticamente por todas as associações do Brasil. Alagoas se faz representar nesse seleto grupo e é um fato que merece registro pois é a primeira vez que nós, do estado de Alagoas, vamos ter um representante na maior associação de juízes do mundo", destacou Ney Alcântara.

As eleições diretas para o Conselho Executivo e Fiscal da AMB ocorrem entre os dias 4 e 8 de novembro deste ano em todo o país. Concorrem na chapa a magistrada Renata Gil (AMAERJ), como presidente, e os juízes Elayne Ramos Cantuária (AMAP), Fábio Francisco Esteves (AMAGIS-DF), Fernando Figueiredo Bartoletti (APAMAGIS-SP), José Herval Sampaio júnior (AMARN), Jussara Schittler dos Santos Wandscheer (AMC-SC), Levine Raja Gabaglia Artiaga (ASMEGO), Maurício Paes Barreto Pizarro Drummond (RJ), Rosimere das Graças do Couto (AMAGIS-MG), Thiago Brandão de Almeida (AMAPI) e Vera Lúcia Deboni (AJURIS –RS).

AMB

A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) congrega 37 associações regionais, sendo 27 de juízes estaduais, oito de trabalhistas e duas de militares. Além do presidente, da diretoria e das coordenadorias, a AMB conta com 11 vice-presidentes em seu corpo diretivo.

Desde a sua fundação, em 10 de setembro de 1949, a AMB está voltada para a qualificação dos magistrados e a excelência no exercício da profissão, promovendo debates e cursos de especialização e buscando esclarecer a sociedade acerca das atribuições dos profissionais do Judiciário.

Gestora da Escola Nacional da Magistratura (ENM), a AMB mantém, ainda, convênios com as escolas da magistratura nos estados e outras instituições de ensino, investindo, assim, na excelência no exercício da profissão, bem como na consolidação da cidadania brasileira.

 

Ascom Almagis, com informações da AMB

  • Banner
  • Banner
Nossos Parceiros